Chade


Capital: Ndjamena
Superfície: 1.284.000 km2 (do tamanho do Pará)
População: 8,1 milhões de habitantes
Línguas
: árabe e francês (oficiais), línguas regionais
Expectativa de vida: 45 anos
Adultos alfabetizados: 53.6%
Renda per capita: 230 dólares por ano
Religiões: islamismo 54%; cristianismo 34,7%; religiões tradicionais 7,3%; outras 4%.

O Chade é um país que se situa na África central. Ocupa uma área vastíssima, porém a maior parte de seu território é coberta pelo deserto do Sahara. Mesmo se tratando de uma terra árida, seu subsolo é rico em minerais preciosos. A parte cultivável produz milho, algodão e vários outros produtos, oferecendo áreas de pastagem para a criação do gado.
As indústrias são poucas. As primeiras tentativas de evangelização do Chade remontam ao século XVII, por parte de um padre Capuchinho e de um Jesuíta. Mas foi somente em 1929 que os Padres do Espírito Santo fundaram a primeira missão permanente. Mais tarde chegaram também os Jesuítas franceses e italianos. Em 1938, alguns Capuchinhos enxotados da Etiópia evangelizaram a parte meridional do País.
Há pouco mais de duas décadas, os Xaverianos se dedicam-se com empenho nesta região Centro-africana da Diocese de Pala. O trabalho missionário é intenso e profícuo, semelhante ao desenvolvido pelos Xaverianos no Norte de Camarões. É, acima de tudo, um trabalho de primeiro anúncio e de formação das comunidades cristãs. Particular atenção é dada aos catequistas e aos responsáveis pelas diversas comunidades. Na inculturação, é aplicado sobretudo o método da “transmissão oral” da doutrina, que busca a inserção do Evangelho nos vários aspectos da vida e torna a ação missionária mais próxima à sensibilidade do povo.

Comentários